vamos ficar bem

quantas vezes pensei que não daria conta, e dei. quantas vezes achei que não suportaria mais, e suportei. quantas vezes pensei em desistir, e insisti um pouco mais. há e sempre haverá esses momentos em que pensamos que não dá mais, que não vale mais a pena, que desistir é a melhor opção. quando na verdade, muitas são as coisas que só precisam de uma pausa para retomarmos o fôlego e continuarmos em frente. uma respiração longa e profunda, para aquietarmos as emergências, as ansiedade e os temores. esfriar a cabeça, estar totalmente presente no momento, ter a consciência plena para encontrar a melhor maneira de seguir em frente. leva-se um tempo para entendermos isso. quantas vezes sofri mais do que precisava sofrer por não “dar o braço a torce” ou assumir que estava errada ou dizer que eu não fazia ideia do que estava fazendo, que eu precisava de ajuda para entender e lidar com um tanto gigante de coisas. muitas vezes, a gente só precisa pedir ajuda… pedir ajuda para continuar a jornada. não é que as coisas serão mais fáceis, mas serão menos árduo de suportar. muitos são os dias que tudo o que precisamos, é ouvir um: “eu te entendo” ou “você não está sozinho” ou “eu te ajudo”… precisamos aprender a pedir ajuda, precisamos ter humildade para admitir que não fazemos ideia do que fazer em certas situações. precisamos saber quem são as pessoas com quem contar. sobretudo, precisamos cultivá-las diariamente e por perto. precisamos também estar dispostos e abertos a receber as criticas, as correções, a aceitar as sugestões. é um processo de quebrantamento de ego e orgulho, entende? porém imprescindível para a nossa sobrevivência emocional e psíquica. vamos ficar bem, sempre ficamos bem no final. contudo, vamos ficar ainda melhores se ficarmos juntos. é uma jornada longa que cada um de nós tem que seguir, vamos chegar ao fim dela de um jeito ou de outro, com todos os arranhões e marcas dos processos, todos os aprendizados e mudanças. vamos sobreviver as guerras e as diferentes crises. vamos recomeçar quantas vezes forem necessárias. vamos desistir. vamos dar pausas , curtas ou longas. vamos seguir em frente, de novo e de novo. vamos ter gente com a gente para partilhar as vitórias, mas também teremos gente com a gente, para subsistir nas derrotas. é a vida!

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Annie Tissot)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s