se for preciso, dê passos para trás

É um absurdo. Não faz sentido. Muitas vezes, isso é uma completa loucura. Porém, se for preciso, dê um, dois, três, até 476km de passos para trás, para dar um passo na direção certa.

Tomar uma decisão como está, machuca. Estraçalha o ego. Atropela feito uma carreta desenfreada os sonhos que estão em ação. Massacra a auto estima. Julga e condena as escolhas anteriores sem dó e piedade. É em muitas vezes cruel, ao ponto de colocar em prova a sua autonomia e a sua própria verdade (e não me julgue, mas acho que é esse o objetivo mesmo).

Dói voltar atrás depois de tanto sacrifico, de tantos argumentos de defesa de que daria certo. Dói assumir que estamos errados, dando soco em ponta de faca. Dói pedir para sair. É de rasgar o peito dizer que “já não quero mais”, para algo que se quis tanto um dia.

Isto não é para dizer: engole o choro. Finge que não aconteceu e vira a próxima direita sem olhar para trás. Isto é para lembrar, que está tudo bem se tiver que voltar atrás em alguma das suas escolhas. Às vezes, até parece ser tarde demais, que “você já foi longe demais para desistir agora”, mas se tem algo errado, se sente que pode voltar e tomar um novo caminho para melhorar, tenha pois, então, a cabra da coragem de voltar atrás.

Em tempos que se fala tanta de não desistir. Ter coragem de desistir, para tentar algo melhor, é um milagre.
Há semanas eu vinha pedindo a Deus um milagre e hoje, percebo que o milagre é a coragem de ser eu mesma.

O milagre sou eu, dando o braço a torcer e assumindo minhas incertezas e angústias.
O milagre sou eu, me permitindo enxergar outras alternativas, mesmo com o tempo no calendário berrando que é tarde demais.
O milagre sou eu, humildemente pedindo ajuda e aprendendo a aceitar ajuda no tempo oportuno.
O milagre sou eu “desistindo” de cruzar o oceano para fugir dos meus problemas, para ficar, encarar e construir com luta, suor, sacrifício, verdades e muitos amigos lado a lado, a minha vida em terra.
O milagre sou eu, dando passos para trás e dando um passo por vez rumo ao que verdadeiramente o meu coração quer agora.
O milagre sou eu tomando pequenas decisões, dia a dia.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Aline Ribeiro)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s