bilhete na geladeira

Com papel e caneta na mão eu só quero dizer que admiro você.

Que a vida nem sempre será fácil, aliás nunca foi e suspeito que nunca será, porém sempre há um jeito melhor de viver esse não tão fácil.

Que tudo bem sentir-se assim, vulnerável, insuficiente por vezes, falhando mais do que gostaria… está tudo bem, se tem errado é porque tens tentado e este é outro sentido da vida, jamais deixar de tentar, jamais deixar de acreditar.

Que sim, o medo quase sempre te lembra de tudo que não deu certo, todos que você machucou e de tudo e todos que te machucaram, todos os nãos, todos os quase’s, todos os adeus, mas por favor, se lembre também de todos os sins, todos os realizados, todos os “Olá’s” em português, italiano, espanhol, inglês, grego, francês, alemão…de todos que te acolheram e te ajudaram.

Que tudo bem, deixar rolar as lágrimas que falam sobre tantas intensidades, elas também são parte de ti.

Que tudo bem está sozinha e tudo bem também, sonhar em amar e viver mais de novo.

Admiro sua coragem. Sua incapacidade de se conformar. Nunca se conforme. Lute. Sonhe mais. Não desista. Vá ser feliz e seja feliz enfim.

Com amor, você.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Sueli Matochi)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s