para Bel

Então nos encontramos.
Sem querer.
Em uma terça qualquer, de uma semana qualquer.
Um dia frio como os dia frios de São Paulo.
Sentamos lado a lado, na velha lotação para as nossas casas.
Não nos olhamos, apesar de nos percebermos.
Não nos falamos, apesar de nos ouvirmos.

Foi estranho.
De repente me dei conta que sim, tínhamos nos desconectados completamente.
E apesar de uma infância inteira unidas, nos perdemos naquele futuro que juramos compartilhar juntas.

A vida é mesmo assim, começos que sempre chegam ao fim.

Ps.: a sua amizade faz tanta falta.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Web Feminina)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s