bilhete no travesseiro

Abraça me até que toda a escuridão desapareça.

Cante as velhas canções de ninar e conte as fábulas que me fazem sonhar.

Fique a noite toda comigo acordado, até que eu possa dormir sobre a segurança de seus braços.

Seja abrigo nas minhas tentativas de fuga e o colo em que eu possa repousar.

Faça-se presente na minha solidão, esteja atento aos murmúrios do meu silêncio, interprete as minhas lágrimas lançadas através do meu coração e seja capaz de compreender, o meu falar confuso e o meu olhar distraído.

Não solte a minha mão no caminho escuro e carregue-me no colo quando os meus pés não souberem mais por onde andar.

Cuide das minhas asas cansadas, até que elas possam contigo voar.

Seja o porto seguro, seja o meu lar.

Por: Francielle Santos

(Foto:Reprodução / Mariana Ziegler)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s