palavras demais

Como você poderia entender se nem eu sou capaz de explicar o que sinto?

Como você poderia compreender isso que nem mesmo tem tamanho, jeito de reverter para algo que faça o mínimo sentido?

Eu sei e como sei que não faço sentido algum nessa redundância irritante. Eu sei que você não consegue vê que o que eu sinto é maior do que o que eu demonstro. Que é mais significativo do que consigo justificar e que é revelador demais para expor com o som alto da minha voz. Por isso escrevo incansavelmente, procurando de forma inocente e tola, um jeito de te explicar o que ainda parece inexplicável.

Eu sei que você não consegue vê as minhas verdades escondidas no meio desse monte de versos volúveis no meio do dia. Eu sei que você não percebe o quanto tudo é verdadeiramente intenso nas entrelinhas. Eu sei que você desistiu de tentar ouvir o que quero dizer com um milhão de palavras que poderiam ser ditas com apenas três. Eu sei que por mais que você se esforce um pouco para compreender esse monte de letras lançadas ao vento, elas infelizmente não são tão importantes para você e é por isso, que eu estou passando a ignorá-las também. Escrevo sobre você, mas nunca para você, porque sinceramente, é insuportável você nem sequer fazer questão de me ler.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / The Minds Journal)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s