alguém achou o que eu perdi

Esses dias li em um texto do Marcos Bulhões algo que dizia mais ou menos assim: “o que dói não é perder quem a gente ama, o que dói, é quando alguém encontra quem a gente perdeu“… acho que essa frase por si só vale um texto inteiro, o estado do meu coração e o resultado deprimente que me encontro agora.

Agora, que parece tarde demais para assumir o quanto me sinto apegada, ciumenta, chorona, andando descalça e perdida pela casa madrugadas a fio, por vezes, sentada na frente do computador tentando organizar os sentimentos, as lembranças, a vida. Agora, que é tão já, mas parece que ainda é um dia do passado, quando você ainda era a minha possibilidade de felicidade implacável. Agora, que eu sei que preciso seguir em frente, esquecer, superar e todos esses verbos me dão nos nervos.

Estou vendo a vida passar de longe no parapeito da janela do quarto e muito de perto na janela do celular. Tem dias que penso em arremessar ele longe, para vê se tudo que é sobre você sai da minha frente de um vez. Amor, me entenda, eu estou tão feliz que você está bem e vivendo os seus melhores dias, apesar do caos que está este planeta e tão triste, porque eu não faço mais parte da sua felicidade infinita. Será que isso me torna louca ou a pessoa mais complexa do mundo?

Eu tenho evitado. Juro, que eu tenho evitado não te pesquisar, mas tem dias que não consigo. Estou considerando me deletar de todas as redes sociais, para dar fim de um vez em qualquer possibilidade de te achar. Será que adiantaria? Não sei.

Ultimamente, qualquer possibilidade que diminua minha saudade de você já seria ótimo. Penso, que até aqui, eu nunca tinha me dado conta do quanto você era realmente importante na minha vida, até alguém encontrar você e te levar para longe demais. Tão longe, que agora não há milagre que me faça te encontrar, te alcançar, te viver de novo.

Hoje escrevi no box suado do banheiro: “vou tirar você do meu coração, nem que eu tenha que arrancar o meu coração do peito com as minhas próprias mãos“, mas obviamente, não fiz isso. Sentei de baixo do chuveiro quente e desejei profundamente que ele lavasse você da minha cabeça, da minha pele, da minha alma e fosse tudo embora pelo ralo, junto com aquelas lágrimas desnecessárias. Como sarar de você? Deveria ter alguma droga na farmácia para isso!

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Renee’s Random Sexiness)

5 comentários em “alguém achou o que eu perdi

  1. Têm dias que são facas afiadas cortando a pele em anestesia.

    Tem um livro bem legal que ajuda a gente a “respirar” um pouco, o nome é “Só você pode curar seu coração quebrado”, são textos, frases e desenhos que falam de amor, dor, superação. O livro é de leitura rápida e reflexiva, fica a dica!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s