amarei de novo

Vou ficar bem sem você! Pode ainda não parecer, eu sei. As pessoas andam cochichando que eu estou estranha e ausente, mas eu vou sim me levantar dessa queda que eu levei contigo.

Os machucados vão cicatrizar, como cicatrizaram quando eu cai enquanto aprendia andar de bicicleta. Mal sabia eu que tão pequena já estava aprendendo uma grande lição na vida: não importa o tamanho da queda e os arranhões que elas nos provocam, nem o susto, as lagrimas e a raiva, a gente levanta, sacode a poeira e tenta de novo.

Quero deixar registrado que mesmo que leve um bom tempo para eu me curar de você, eu vou levantar, sacudir a poeira e vou amar de novo. É possível que você não seja a minha ultima decepção e se não for e eu caia ainda mais algumas vezes, vou me levantar em todas e continuar acreditando no amor. Ilusão sua e até minha acreditar que eu vou acabar assim: sozinha, machucada, sem muitas perspectivas para amanhã. Confesso que até me espantei com a tua audácia em dizer em alto e bom tom que se não for com você eu não serei demais ninguém.

Eu também disse isso. Aliás, eu torci por isso com todo o meu coração, por toda a minha vida quando você ainda era de todas as razões a mais feliz por aqui. E quando eu cai e você não fez questão de me levantar, eu pensei de novo mesmo com dor e com raiva que eu não conseguiria nem sozinha e nem com ninguém ao menos continuar acreditando. É ai que a gente se engana. É aí que a gente se dá conta de como o mundo é muito maior que nós e tem muito mais para ofertar. Eu estava enganada e você vai ver que se enganou também.

Penso que um dia eu vou até te agradecer por isso tudo. Minha autora favorita escreveu que “ter o coração partido é um bom sinal; prova que eu tentei alguma coisa“. E eu me orgulho disso. Me orgulho de ter tentado. Ter subido mais que alguns degraus. Ter te assumido para o meu mundo. Ter me entregado despida de todas as medos, preservações e rótulos. Ter me jogado de cabeça como quem salta de paraquedas: com o medo misturado com excitação correndo nas veias.

Um dia quando eu estiver já com cabelos grisalhos refletidos no espelho quero sorrir, por lembrar que eu tive coragem de te amar, mesmo que eu tenha pago um preço alto por isso. E neste dia, eu ainda vou sorrir um riso maior que o anterior, porque mesmo com o estrago que ficou quando deixamos de ser nós, eu vou encontrar nos meus dias depois de você a minha persistência em continuar a crer no amor.

Nota da autora:

Que nunca falte em nós a coragem de acreditar e apostar todas as fichas no amor quando ele bater na porta outra vez.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / The Cool Hour)

3 comentários em “amarei de novo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s