doa a quem doer, inclusive nesta que vos fala

Levei dez anos, quatro meses e quinze dias para constatar (ou aceitar o que no fundo eu sempre soube) que se eu fosse uma garota americana, certamente, mais cedo ou mais tarde, sorrindo ou chorando, eu trocaria Havard por Juilliard.

Ass.: Eu.

Por: Francielle Santos

(Foto: Arquivo Pessoal)

9 comentários em “doa a quem doer, inclusive nesta que vos fala

      1. O triste é ver que os amigos que seguiram esse caminho vivem com dificuldades financeiras… Porém, provavelmente, mais realizados profissionalmente do que eu. No Brasil não há muito espaço para artes, ainda mais música clássica… Violão clássico foi um sonho que abandonei, mas talvez tenha sido o maior de todos os meus sonhos.

        Curtido por 1 pessoa

      2. eu imagino. a cada estação que eu atravesso me faz saber que o preço a ser pago por aquilo que nos move, que nos pulsa vale. a de se dizer que o sacrifício é bem alto. // ler “talvez, tenha sido o maior de todos os meus sonhos” doeu em mim.. tenho medo de desistir. // imagino, que tenha tido suas razões e acho corajoso você assumir assim.. e talvez eu seja romântica demais ao dizer mas vou dizer assim mesmo: será que não vale tentar de novo?

        Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s