consequências

— teus olhos me encontraram, o resto foi consequência.

A certa poesia quando falamos de olhares que se encontram e se conectam imediatamente. É está parte do nosso começo que mais amo! Quando os teus olhos me encontraram no meio daquela gente toda e os meus olhos te reconheceram como se eu já tivesse te amado em outras vidas. E algo muito mistico e muito real te tatuou no meu coração, te marcando para sempre na minha vida. E dizem que os olhos são a janela da alma. De fato, eu me encontrei na tua alma.

— te beijei, o resto foi consequência.

Lembro do nosso primeiro beijo. Depois de meses dividindo rotina, planos e intenções. Eu já tinha te beijado de tudo quanto era jeito, em tudo quanto era lugar, em todos os momentos que você visitava os meus pensamentos, mas nada se comparou quando os teus lábios, a tua pele, o teu calor, a força das tuas mãos chegaram. E bastou ser real para eu ter certeza de que não queria evitar qualquer outro passo de corpo a partir daquele instante. Os lábios confessaram melhor que qualquer palavra que nossas vozes poderia descrever. Fui inteiramente sua de primeira. Não houve resistência, incerteza, imprecisão. Se a lógica não me garantisse que era a primeira vez dos nossos corpos, eu poderia jurar que era a milésima vez da primeira vez que fizemos amor.

— te amei, o resto foi consequência.

E eu nunca medi as consequências das minhas intensidades. São elas que fazem de mim quem sou e duvido muito que se eu fosse diferente minimamente disso, você teria olhado para está que te escreve da mesma forma. Há de ser amor ou insanidade ou ambos a maneira como você tornou cada partícula da minha pele tua. Assinou os meus desejos. Redefiniu as minhas prioridades. E se tornou a busca em tudo o que compõe os meus dias. Tudo o que eu sabia, deixou de ser uma verdade absoluta. Tudo o que me era recomendável perdeu o seu valor. Colocaste-me do avesso e do avesso me conheci de verdade. Te amei e o que me tornei depois de você foi inevitável. Sorte a minha ter sentido um amor capaz de me revirar inteira para melhor.

— te (a)guardo, o resto é consequência.

Os dias passam e eu continuo crendo que é você. Mesmo com todos as bolas na trave da vida. Mesmo com todas as circunstâncias que nos mantém em vias paralelas. Eu juro que continuo te amando como se ainda fosse a nossa primeira vez. Pago um preço alto por preservar o teu espaço na minha vida, mas eu o amo e continuarei até o amanhecer tornar a ser nosso. Joguei para o universo. Se for pra ser nessa vida, será. Mas se não for, te amarei até a próxima realidade ou além dela.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Ingvild Kolnes | Norway Elopement Photographer )

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s