Por Amor

… a pressão dos teus dedos na minha pele que marcam como tatuagem os meus dias de felicidade.

Os desenhos que os teus lábios molhados deixam, quando passeiam pelo meu corpo e descrevem com honestidade, cada uma das tuas intenções, ambições e afetos.

É como compreende e se permiti envolver por quem fui, quem sou e quem ainda hei ser através da ingenuidade dos meus sonhos, da ousadia dos meus planos, da intenção dos meus gemidos …

É a tua capacidade de me ler mesmo quando não tenho palavras para falar, gritar, chorar, escrever … e também é a tua paciência quando me ouve, mesmo quando eu sou o mais absoluto, silêncio.

É quando escolhe ficar ao meu lado, mesmo quando eu enumero um zilhão de razões para que me deixes, mas mesmo assim tu escolhes por ficar, por lutar por mim, por você, por nós… e convence, com beijos e amassos cada um dos meus tolos motivos.

É por estar sempre por perto, mesmo quando geograficamente estamos longe e não me deixar acabar quando o mundo acaba.

É por segurar firme a minha mão quando penso em fugir. E é por fugir comigo quando eu sou incrivelmente teimosa. É por teu peito ser o meu lar, e os teus braços o meu abrigo.

É por ouvir os meus sonhos, partilhar os teus e sonhar uma vida inteira singular comigo. É por todos os caminhos do meio que nos permitem ser nós, apesar do eu.

É quando você é quem tem que ser, independente de quem eu sou e do que a vida faz com a gente.

É por generosamente cuidar de mim e só por isso, eu dever à você toda parte da vida em que eu estive verdadeiramente segura.

É por ser a minha força, o meu riso, o meu ânimo, o brilho nos meus olhos em todos os dias em que eu só pude ser triste. É por ser a voz que me lembra que tudo passa, tudo muda, tudo vai ficar bem!

É por ser tudo o que eu não sou e por amar tudo o que eu sou, apesar de tudo o que me falta.

São todas as risadas de doer a barriga no meio do nada. Todos os abraços no meio das horas. Todos os beijinhos na testa no meio do mundo. Cada combinação monossilábica sussurrada como segredo nosso, no meio de nós.

É por resistir aqui dentro de mim quando tudo diz que não. É por querer mesmo ficar.

É por amor, é sempre por amor!

Por: Francielle Santos

(Fotos capa e video: Reprodução / Dylan Fox)

(Voz: Autora / Francielle Santos)

(Música: Reprodução / Spotify / All Of Me – Piano)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s