a pulsar

… mãos a percorrer o corpo frio, vazio, incerto de ser, de estar, de se permitir

sob o controle da mente, confusa, perdida, ambiciosa, orgulhosa

ambos completamente nus de suas certezas, razões, intenções, verdades

no chão, a procura da coragem de ser o que por dentro clamava por liberdade

tentava silenciar os pensamentos mais sombrios, os impulsos mundanos

aquelas mãos, a voz, a força, a chama, as respirações

a busca incansável pela manifestação da fúria, rigidez, lubricidade

o quarto escuro, o fantasma, a dor, a decepção

ao chão o pavor, a vergonha, a repulsa, as lágrimas amargas

no corpo o calor, o tremor, o desejo, as marcas

a conexão do consciente com cada misera partícula da carne faminta

a cabeça e o corpo, outra vez como um

a arrebentação.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Dylan Fox)

2 comentários em “a pulsar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s