a faltar lágrimas

Procurei lágrimas por todo canto.

Mas não achei as danadas, que pareciam fugir de mim.

Eu que precisava chorar, daquele jeito que lava a alma, sabe?

Depois de tudo que eu achei possível de ser feito. Depois de não ter esforçado-me para fazer coisas que precisavam tanto serem concluídas.

Depois de tentar colar cacos de vidros, coisas impossíveis e falhado. Era óbvio que eu falharia e sangraria! Ainda assim, tentei. Tentei, eu sei!

Depois de tantas perseveranças. E muitas outras tantas desistências. Depois dos belos começos e dos tristes fins de fazer as malas.

Eu precisava… e como precisava de tantas outras coisas ou só de um pouco mais de mim mesma. Um pouco mais de força! Ou daquela tal coragem, que as pessoas que me alcançam até que me abraçam, insistem em dizer que eu tenho.

Eu precisava… e como precisava de encarar a face sem mascara no reflexo do espelho, as feridas com um pouco mais de empatia, as questões todas com um tanto de amabilidade.

Quem sabe, fora só falta de compreensão com os meus dias.

Eu só precisava lacrimejar até chover. Chuva de primavera. De dia inteiro. Constante. Verdadeira. Necessária.

Eu só precisava… faltava me lágrimas.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Fubiz)

3 comentários em “a faltar lágrimas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s