Now and Forever

Now I can rest my worries and always be sure, that I won’t be alone anymore…

Boyce Avenue

Eu resisti para escrever sobre você, porque eu tenho medo do que as palavras podem registrar nesse mundo, tão cedo, sobre nós. Nesse mundo onde tudo é um caos, tudo é duvidoso, tudo é incerto. Nesse mesmo mundo, onde esperam que sejamos felizes, mas todos de algum modo incoerente, estão buscando qualquer outra coisa que não a paz, que não o amor.

Ainda não contei sobre você para os meus amigos e nem para minha mãe, que tem questionado com quem eu tanto tenho falado no telefone. Não nego que é alguém importante, mas também não te confesso. Resisto denunciar o teu nome para além das paredes do meu coração – temo ser roubado, temo estar enganado. (outra vez)

Tenho te escondido nas caixas onde guardo os meus segredos e tesouros. Tenho chorado de alegria e guardado cada lágrima que você ainda não vê (odeio os quilômetros que nos mantém assim, longe). Tenho cantado baixinho que eu te amo, entre um suspiro e outro, entre um silêncio e outro, no meio das nossas longas conversas. Eu tenho te amado calado, no remanso onde ainda é a minha melhor morada.

Contudo, nenhum silêncio me impede de te sentir. E eu te sinto. Tão aqui. Tão agora. Tão dentro de tudo o que tenho sido. Já não me sinto tão só. Já não vivo todos os meus dias sem a necessidade de guardar os detalhes com cuidado para te contar mais tarde. Eu amo os nossos “até mais tarde“.

Você tem sido a presença, o calor, um tipo de luz, um tanto de consciência, a razão genuína dos meus risos em dias tão cinzas. Tem atravessado os rios que jorram das minhas entranhas. Tem escalado os muros que levei tanto tempo para construir. Tem batido insistentemente, todo dia, na minha porta e eu tenho deixado você entrar e você se demora em nós.

Tenho te vivido agora como se já fosse o nosso para sempre. Te amando para sempre hoje. Tenho que ser assim. Preciso que sinta assim. Preciso do seu amor assim. Quando não se pode esperar quase nada do amanhã, o para sempre é o agora.

E agora eu te amo, eu te amo, eu te amo porque tudo.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Dirty Boots and Messy Hair)

4 comentários em “Now and Forever

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s