reescrevo-te

Na grande vontade
De localizar o lugar
Meu!
Poeta é Vegetal!
Quem escreve Poesia!?
Um ser vivo que cresce lentamente
Em busca daquele Astro ali!
Poeta cresce lenta e busca
O calor solar!
Busca além de si!!!
Sabe!
Tal qual o Van Gogh e o Girassol?
Sabe a tal Arte em Prol!?
Lembra Poeta!
C’escreve!
Você é um poético farol!!!
Você é um poético rouxinol!!!
Um Estético Atol!
Consegue Poeta?
Sente aquele materno lençol?
É que cada poema seu
É uma árvore imensa!
Tem verso seu com flor!
Tem verso seu qu’é Pomar!
Tem a Poeta livre!!!
Tem a Poeta indicando a
Porta da Liberdade!
Tem a Poeta apresentando
E expressa realidade!
Mas!!!
Poeta?
É anzol!
Quand’eu eu li em voz alta!!!
Aí tudo ficou claro!
Você é aquele caso Raro
Da poeta que será maior que o Sol!

Por: Leon de Aguiar

Ps.: Querido Leon, não tenho palavras para expressar o mundo de coisas que ecoaram dentro de mim ao ler essa poesia. Agradeço a honra e o carinho de ser reescrita a tua maneira, na tua arte, que é absurdamente encantadora. Cada verso, foi como um choque de desfibrilador num coração escritor, que hoje, quase não pulsava. Eu não me atreveria, ainda que fosse possível, dá um simples parecer da manobra com as letras e da arte que você esculpi com as palavras, que é tão peculiar e de certo modo, implacável.
Grata por tanto!

(Foto da capa: Reprodução / Post Original: Leon de Aguiar)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s