inconfessável

Eu acredito no que sinto. E o que sinto me apavora!

Eu acredito em nós, nas coisas todas que ainda temos para viver. E eu sei, que mais cedo ou mais tarde, viveremos. Temos que viver! Devemos isso à nós.

Eu acredito em dias melhores. Preciso acreditar para continuar respirando, resistindo, tentando. Li que é preciso crer para não desistir! Sei que preciso confiar no incerto, mesmo que por ora, eu já tenha desistido. (e eu tenho desistido tantas e tantas vezes, que me enoja!)

Amor, há coisas que são inconfessáveis, há coisas que não podemos suportar e eu temo por nós. Temo pelas coisas que ainda não dissemos, que ainda não curamos, que ainda não enfrentamos. E se… e se não dermos conta?

A vida, a espreita, não nos espera dá conta!

E eu… meu Deus, como eu tenho buscado forças e coragem nos cantos da minha pequena existência. Tem doído. Tenho me perdido nos labirintos do meu eu pouco resolvido. Há pedaços meus por todo lado…

… pedaços, pedaços, pedaços, por todo lado de mim.

Estou cansada. Exausta. Desesperada. Não me sinto mais como antes. Sinto tudo. Sinto muito!

Que horas (finalmente) você vai chegar e me tirar do meio desse vale de ossos secos?

Não sei quanto tempo mais posso esperar!

A vida e essa maldita espera por dias melhores que nunca são melhores de fato!

Já está chegando?

Saibas, que eu já estou partindo!

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Instagram Promotion)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s