O coração vazio

Meu pai batia na porta do meu quarto com desgosto, insatisfação, desapontamento. Nunca precisei olhar nos olhos do meu pai, para saber quando ele não estava feliz comigo. Nunca precisei ouvir os raros longos áudios, para compreender o que ele esperava de mim.

Meu pai que nunca levantou a voz, a mão – batia na porta a ponto de fazer as paredes do meu quarto tremer – tive medo das paredes ruírem como eu estava prestes a ruir. Nunca tive medo do meu pai, porque eu nunca tive medo de mim. Sentada na sua frente, na mesa da cozinha, não encarei os olhos dele. Ele também não buscou encarar os meus. Ali eu soube, que um olhar podia romper laços nunca antes desatados.

O meu pai me cobrava vida. Me cobrava luz. Me cobrava entendimento. Eu não aguento mais chegar em casa e sentir essa nuvem negra que você se tornou – ele disse. E no minuto de “lucidez” anotei a frase num postite no pensamento, porque achei tão poética, que preferia ser uma pessoa analisando o discurso, do que uma pessoa sobre a penalidade dele. Sentia a mágoa e o desespero do meu pai. Ele já não me reconhecia. E eu também não reconhecia-me.

Aquela filha já não era quem eles conheciam. E a nova era incapaz de se apresentar. Eu buscava a antiga na frente do espelho e ela se recusava a me vestir outra vez. Era uma pele que não cabia, não entrava, não cobria. Convicções, que não mantinham mais os meus pés no chão. O coração vazio de mim, porque precisavam que eu fosse admirável.

Quando nos tornamos o inimaginável até para os nossos próprios olhos, quem agora somos, fere a nós e fere o outro.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / we heart it)

Um comentário em “O coração vazio

  1. sabe, Fran, você é uma escritora incrível. e falo isso com toda convicção. poucos têm a capacidade de nos tocar como você toca. mergulho no texto, visualizo o cenário, sinto todos os sentimentos e a catarse toma conta. obrigado por ser tanto!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s