#39

tu é a ponte
que eu atravessei
a passos curtos
desacelerados

tu, é a estrada que me levas
por caminhos de risos
de aconchego
em direção à casa

antes eu estava perdido
sozinho…
sequer seguia
para algum lugar

agora eu caminho
quinze quilômetros
todos os dias na sua direção
pra te alcançar

e eu sei que vou te alcançar
te abraçar, te beijar, te tocar, porque
tu é, a crença que se reafirma
e me firma em ti!

enquanto caminho
tu estás em mim, comigo
lado a lado, na calçada
na areia da praia
nas ruas afastadas

tu, que tem tornado o meu percurso
mais leve
tranquilo
seguro

tu, que é a própria extensão de mim
o meu inevitável porvir
a passagem ininterrupta
a minha cura.

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / Irene Travel)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s