Prece

Eu tenho que olhar para o outro lado. Eu tenho que ter forças para não encarar os teus olhos que me imploram redenção por um nós que não resistiu. O amor não resistiu. O nosso amor não resistiu.

Eu tenho que seguir em frente. Caminhar a passos largos em outra direção. Virar à direita a cem metros. Encher o tanque no próximo posto e não retroceder. Eu preciso não te invadir outra vez. Eu preciso esquecer as feições do teu rosto, as ruguinhas no canto dos teus olhos, o furinho no meio do queixo, a textura da tua barba. Eu preciso andar quantos quilômetros à frente forem necessários, até que sua imagem seja uma sombra, uma lembrança envelhecida do que não é mais real.

Eu tenho que encarar a vida que me espera. Tenho que refazê-la e fazer valer a partida. Valer pela dor que lateja nos meus ossos. Valer pelas brasas que fizeram do meu coração abrigo para as paixões. Valer inclusive pelo o teu amor e no teu amor – por todas as promessas que fizemos, todos os planos arquitetônicos para o amanhã, por cada exagero e por cada pequenez em que nos construímos, em que nos amamos.   

Eu tenho, mais que tudo, que não desistir de mim. Tenho que ser generosa e paciente com o meu reflexo no retrovisor, que vire e mexe, insiste em olhar pra trás, olhar para o que ainda carrego de nós dentro de mim, impregnado nos meus recantos, só pra vê se você ainda está ali. Mais que isso, para não esquecer do que sou capaz. Não desejo que você fique estagnado. Eu só preciso lembrar que amei, lembrar que fui capaz de amar profundamente. 

Eu tenho, inclusive, que reescrever os nossos versos, as nossas canções, os nossos significados. Escutar outras vezes as nossas músicas, assistir os nossos filmes e séries, até os jogos de futebol e dá um novo sentido para tudo o que era nosso e agora é só meu. Quem sabe assim, eu volte a viver sem me assustar com os teus reflexos na minha rotina.

Eu preciso replantar o nosso meu jardim para que ele possa florir outra vez. Seguir rumo à novas histórias, novas tentativas, para um novo amor.

Eu rogo a Deus que você faça o mesmo!

Por: Francielle Santos

(Foto: Reprodução / jamllasic)

3 comentários em “Prece

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s