onde você não está

Não é sobre os lugares que você ocupa nas partículas do que sobrou de nós… nas partes que você ainda vive em mim.

É sobre cada lugar que te procurei e você não estava. É sobre cada minuto das horas que te esperei – dias, semanas, meses – reconsiderar uma decisão que sempre foi só sua e não nossa. É sobre a sua incapacidade de verbalizar verdades sobre nós pelo o seu ponto de vista, e ao invés disso, alimentar uma ideia, uma promessa, que sempre foi falível.

É sobre você quebrar partes de mim irrecuperáveis.

É sobre nessa altura do campeonato eu não ter mais motivos que justifiquem essa ansiedade, essa palpitação exacerbada, cada lágrima que escorre silenciosa, por sendas de um rosto que você já nem conhece mais. É sobre eu ainda te procurar nas tentativas de seguir em frente.

É sobre eu não aceitar esse sentimento que é teu no meu peito e mesmo assim não ter forças para arrancar as raízes – sem me arrancar de tudo o que eu acredito sobre amor. [ e é amor?]

“Eu te amo” – era você quem dizia descontraído atravessando as ruas de São Paulo.
Que tipo de amor é incapaz de ficar?

Por: Francielle Santos

(Foto: m.vk.com)

2 comentários em “onde você não está

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s