17º dia – Fran 30 horas

se tentar abraçar muitas vezes o mundo pode se machucar” disse um amigo por e-mail hoje.

E é verdade, por vezes incontáveis eu quero abraçar o mundo inteiro e me machuco. É como se eu tentasse alargar os braços e pernas. Tentasse fazer com que o meu coração batesse o dobro de vezes por minuto e quem sabe, me tornasse mais que uma – duas, três ou quatro.

É sobre essa incapacidade de dizer não, de colocar limites. É sobre se preocupar com tudo e todos e esquecer de cuidar de si mesmo. É sobre estar sempre – SEMPRE – disponível, exceto para as suas próprias prioridades. É sobre não desligar o telefone, não ignorar determinadas ligações, não trancar a porta.

Ainda no começo dessa semana eu me queixei com outro amigo:

— Olha, eu preciso de mais horas no meu dia. Vinte e quatro não é mais suficiente! – ele brincou e respondeu:
— Tipo o Itaú 30 horas? – e eu respondi agitada:
— Isso! É exatamente isso! Eu preciso ser uma Fran 30 horas!!! – rimos, não sei se de ironia ou nervoso.

3 comentários em “17º dia – Fran 30 horas

  1. Eu acredito que quanto mais tempo disponível, mais tempo usamos. Pelo menos, é uma tendência. Pode ser que você seja exceção. Essa tendência pode observada com a bateria do telefone, com o dinheiro e com a comida. Mas ok, 6 horas adicionais seria uma boa, nem que fosse só pra dormir mais.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s