32º Dia – feita pro mundo

“FEITA PRO MUNDO” é a frase que está gravada na minha menor mala – comprei na minha loja favorita de todas do Brasil, a Imaginarium (segue a dica para quem for me mandar presente de Natal). Ela é daquelas que levamos dentro do avião. Comprei no final de 2019, quando o mundo ainda era aquele lugar respirável sem máscara, sem mãos ressecadas de álcool em gel. Tinha um contrato à beira de ser assinado com uma companhia grega – seria o meu segundo contrato como tripulante de navios de cruzeiros. É curioso pensar, que apesar de já saber a data do meu embarque prevista para 09 de março, foi a primeira vez que não fiz as malas. E não porque o mundo virou um caos, portas fechadas e dor. Na verdade, eu não fiz as malas, porque simplesmente não tive forças para romper questões que me prendia no chão. Foi a primeira vez que senti raízes agarradas nos meus pés. Não era medo do destino que indicava o futuro. Não era medo de morrer ou de perder pessoas. Era algo maior! Eu já tinha tomado a decisão de não atravessar o portão de embarque, antes mesmo dele fechar para todos os viajantes. E hoje, já consigo perceber o começo deste algo maior. A minha malinha continua aqui, pousada ao meu lado, me encarando todos os dias como um pássaro que descansa no beiral da janela. Sim, eu e ela somos feitas para o mundo, mas nem por isso, nos tornamos infelizes aqui, e agora! Estamos só aguardando o momento certo de dizer outra vez: attraversiamo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s