50º dia – entregamos aquilo o que temos

Por um segundo, olhei pra mim mesma e debochei. Outra vez, fazendo mais do que deveria, entregando mais do que precisava. No entanto, não é sobre o que eu posso fazer ou sobre o que eu posso entregar. É e sempre foi, sobre o que eu sempre tive dentro de mim. Eu sempre entreguei tudo, porque eu nunca soube entregar pedaços de mim. É mais do que ser inevitável, é sobre escolha!

Eu sempre acreditei nas pessoas.
E eu, apesar de tudo, continuo acreditando nas pessoas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s