57º dia – everything is stranger


não há espaço, horas, minutos, pele
para caber tudo
então sangro
choro
silencio
caída no chão
olho para o teto em busca de respostas
ele debocha
me encolho
volto a posição fetal
desejo o útero
calma
silêncio
o vazio das não obrigações

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s