ps.: o que eu não queria te dizer

Era por volta de três e alguma coisa da manhã. Uma daquelas noites que não tem remédio ou qualquer porcaria que me faça pegar no sono, você sabe! Então digitei, digitei, digitei infinitas vezes no corpo do e-mail na tela do meu celular “I miss you” e apaguei, apaguei, apaguei, letra por letra, saudade por saudade, lágrima por lágrima e todos os milímetros de espaços de e se … o foda, é saber que inconsciente ou não, com dor ou não, com você ardendo em mim ou não, eu te queria. Nossa, como eu te queria. E ainda quero. E essa é outra das minhas verdades latentes do momento. Sim, eu sei, outra das minhas verdades covardes!

Por: Francielle Santos

2 comentários em “ps.: o que eu não queria te dizer

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s