a tua sombra

a tua sombra

... você, que partiu mas deixou-se nos movimentos distraídos, nas manias, nos prazeres descobertos a pouco, no deixar a porta do quarto entreaberta ("é questão de segurança", me convencias), no deleite de comer comida japonesa e ainda não saber segurar os palitinhos, no deitar no sofá para o jogo de quarta (e que eu continuo [...]

encontrei conforto na dor

encontrei conforto na dor

Passou-se dias e eu não podia mais me evitar. Tão pouco ignorar todas essas lembranças que rementem aos dias em que a vida fez algum tipo de sentido. Não chorei. Não gritei. Não escrevi. Apenas sangrei, de um jeito estranho, novo, silencioso demais. Quando desconfio de tudo. Quando penalizo-me por uma quantidade absurda de erros, [...]

tu, que nunca mais veio

tu, que nunca mais veio

Tu, que visitas-me sem pedir licença alguma. Como chuva de verão, as lembranças de nós me encharcam madrugadas a fio. Basta um descontentamento, um desfavor, um descuido bobo e você chega. Você e tudo que eu senti por você. Por vezes, tu és o mal que alimenta a minha insônia. Outras vezes, tu és o [...]

a faltar lágrimas

a faltar lágrimas

Procurei lágrimas por todo canto. Mas não achei as danadas, que pareciam fugir de mim. Eu que precisava chorar, daquele jeito que lava a alma, sabe? Depois de tudo que eu achei possível de ser feito. Depois de não ter esforçado-me para fazer coisas que precisavam tanto serem concluídas. Depois de tentar colar cacos de [...]

o não alcançar

o não alcançar

Eu não te alcanço e ainda quando o faço, é só outra das minhas tantas divagações. Sinto desprezo por esse sentimento de pequinês que envenena o meu sangue quando estou diante de ti. Curvo-me aos teus arroubos famintos. Revelo-te as minhas ganas todas que latejam, enquanto ardem na minha pele, não temo o mal. Não [...]