de repente 15

de repente 15

A inquietação, às urgências. A sensação de rebeldia. Atitudes e decisões sem a menor noção de responsabilidade. A vontade absurda de fazer imbecilidades, de subir pelas paredes todas. Crateras, digo, espinhas dolorosas aleatórias que nunca tive nascendo na minha pele (graças a Deus, que pelo menos são nas costas). Meu Deus, eu-estou-adolescendo, aborrecendo, enlouquecendo… A [...]

CAVANDO ME – II

CAVANDO ME – II

“O que é morrer?” eu questionava em outra madrugada de muitas em que perdi o sono e todo o resto. Perdi as contas de quantas noites vaguei por aí, sem sair da cama com todas as duvidas e cobranças que me perseguiam. Às vezes, parecia que eu estava correndo uma maratona que nunca chegava ao [...]

sinto muito

sinto muito

Entre tantas milhares de palavras, que poderiam ser ditas no ápice daquilo do qual chamei de simples e verdadeira dor, eu sinto muito, foram as únicas palavras que puderam significar o que de fato estava exalando na minha trêmula carne, cansados pés e tristes olhos. Eu sinto muito, prezado colega. Na minha pressa de fazer [...]

um sonho de escritor

um sonho de escritor

Cuidado, para não ir longe de menos.Autor desconhecido Existem partes de nós que simplesmente nos tornam quem somos. Eu sequer me lembro de quando comecei a escrever, mas sei que faz muito, muito tempo e está é também parte de quem eu sou e talvez, seja a mais verdadeira e resiliente de todas as outras. [...]

acolhendo todos os capítulos da própria história

acolhendo todos os capítulos da própria história

Acredite!Por vezes desejei com todo o coração apagar tudo que havia acontecido no passado. Deixar para trás toda aquela angústia de não poucas desilusões e decepções. Correr dos fracassos que faziam parte de todas aquelas palavras tristes no papel. Não poucas vezes, pensei intensamente em apagar aquelas versões de mim, como alguém que apaga os [...]