207º dia

207º dia

... é sobre a sensação de não saber, perdida no meio de tantos saberes. sei o que tenho que fazersei o que não tenho que fazersei que horas tenho que acabarsei o dia que tenho que entregarsei as pessoas que preciso enviar ao menos um oisei os e-mails que tenho (e devo) ignorarsei para quem [...]

Latejos

Latejos

O meu coração tem pressa. Neste minuto, por exemplo, ele bate pesado e acelerado no peito, sinto que ele teima em querer carregar o meu mundo inteiro nas costas, mas como? Como aguentar tudo? Como aguentar todos? Como aguentar-me inteira? Tenho a sensação de que de algum modo os meus dias urgem, de que não [...]

Ansiedade

Ansiedade

É como se nada mais fosse ser possível e mesmo assim resistissem. É como se tudo nos exigisse mutação, quando na verdade nada podemos alterar no DNA. É sobre as coisas para as quais ainda não temos respostas, justificativas, palavras e continuássemos insistindo por redenção. É sobre o que já foi e não mudará, jamais!É [...]

O que eu sei

O que eu sei

Esses dias me perguntaram como faço para prosseguir, para não chutar o balde de vez, para não desistir das batidas do meu coração. E eu não sei dizer como - exatamente como. O que eu sei apenas, é do que não posso abrir mão, do que dentro é inegociável, do que sou incapaz de esquecer, [...]

O coração vazio

O coração vazio

Meu pai batia na porta do meu quarto com desgosto, insatisfação, desapontamento. Nunca precisei olhar nos olhos do meu pai, para saber quando ele não estava feliz comigo. Nunca precisei ouvir os raros longos áudios, para compreender o que ele esperava de mim. Meu pai que nunca levantou a voz, a mão - batia na [...]

eu sou um movimento

eu sou um movimento

São os ecos que atravessam as minhas paredes, que sobem, que descem, que seguem em frente e que tornam tudo em mim, passagem. É cada partícula impaciente que tem urgência de vida. São todas as células que contam cada tropeço e cada vitória. São as lágrimas que se recusam a retroceder. São as palavras que [...]

você me ouve?

você me ouve?

Faço queixas da tua incompreensão na sala do meu terapeuta. Ele me aguarda com aquele olhar sereno e paciente por mais devaneios ou conclusões, enquanto eu escondo o meu olhar triste e decepcionado nas folhas da árvore em frente a janela grande de vidro do consultório e que alcança até o quarto andar do prédio. [...]

perdoa-me

perdoa-me

Perdoa-me, por todas as vezes em que convencida pelas minhas urgências e ambições, eu segui em frente, sabendo que eu tinha que recuar. Perdoa-me, por todas as vezes em que tomada pelos medos, incertezas, covardia, recuei, quando deveria ter seguindo em frente. Quereria eu ter ido mais além. Tornado-me em quem acreditei que seria. Ter [...]

eu queria o mundo

eu queria o mundo

eu queria o mundo. honestamente, eu ainda quero.  talvez, não como todo mundo quer ou pelas razões que impulsionam a maioria das pessoas, mas eu ainda quero.  liberdade é pouco. o que eu quero ainda não tem nome,  disse a saudosa Clarice Lispector e como eu a entendo, como me sinto exatamente assim. na ânsia [...]