Espelho

Se você não contar a verdade sobre si mesmo, você não pode contar a verdade sobre as outras pessoas.

Virginia Woolf

três da manhã

são três da manhã. o céu está nublado. o silêncio do quarto me ensurdece. há pouco levantei para fazer um chá. alecrim, erva cidreira, hortelã e mel. mas nada me aquieta. há meses entre um amanhecer e anoitecer eu assisto a vida passar pela janela. não é nada romântico ou poético que possa um dia […]

uma quase retrospectiva 2020

… e depois que o caos se instala, que o poço em que estamos caído em posição fetal parece ser mais fundo do que imaginávamos, quando a saudade de nós mesmo nos aperta mais do que a saudade de outro alguém, quando a fome e sede de vida parece ser insaciável, é que nos damos […]

Escadas

Não era como eu contava, que havia caído do décimo nono andar. Que um dia estive lá em cima e de repente, estava caindo, caindo, caindo. Um tombo grande, bem feio, que estraçalhou-me inteira. Na verdade, foi uma coleção de quedas, despedidas, quase’s. E cada tombo me quebrou de forma diferente. Alguns mais que outros. […]

momento de fazer algo certo

Talvez, seja o momento de fazermos algo certo por nós mesmos, antes mesmo de qualquer outra coisa ou pessoa. Tem que ter muita coragem pra deixar pra lá… o que quer que seja que tenhamos que deixar pra lá. Tem que ter muita força de vontade para seguir em frente ou apenas virar a próxima […]

de repente 15

A inquietação, às urgências. A sensação de rebeldia. Atitudes e decisões sem a menor noção de responsabilidade. A vontade absurda de fazer imbecilidades, de subir pelas paredes todas. Crateras, digo, espinhas dolorosas aleatórias que nunca tive nascendo na minha pele (graças a Deus, que pelo menos são nas costas). Meu Deus, eu-estou-adolescendo, aborrecendo, enlouquecendo… A […]

[sobre]viver

Tenho medo dos dias que me esperam. Sinto (com doses excedentes dos anos que já se passaram) como a primeira vez que estava na rua com a minha bicicleta sem rodinhas com o meu pai dizendo que era fácil, facinho, facinho pedalar sem as rodinhas. Sei que com as melhores das intenções o meu pai […]

compreender

… quando nos entendemos bem, não precisamos que o mundo entenda. Trecho do filme – Dear Zindagi Existe um dia marcado no calendário da vida, que divide o antes e o depois da forma como olhamos, compreendemos e recebemos o mundo em nosso coração. Um dia, que você percebe que tudo (ou uma parte) do […]

amigos são elos eternos

Uma vez eu li que “o último estágio do amor era a amizade“. E eu pensei: quem dera, o inicio do amor fosse a amizade e não houvesse o ultimo estágio em ambos. São as amizades que ficam apesar de tudo. São as verdadeiras amizades que nos suportam apesar de nós. Há de se contar […]

CAVANDO ME – II

“O que é morrer?” eu questionava em outra madrugada de muitas em que perdi o sono e todo o resto. Perdi as contas de quantas noites vaguei por aí, sem sair da cama com todas as duvidas e cobranças que me perseguiam. Às vezes, parecia que eu estava correndo uma maratona que nunca chegava ao […]

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Posts mais recentes

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.

Siga-me

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.