Escadas

Escadas

Não era como eu contava, que havia caído do décimo nono andar. Que um dia estive lá em cima e de repente, estava caindo, caindo, caindo. Um tombo grande, bem feio, que estraçalhou-me inteira. Na verdade, foi uma coleção de quedas, despedidas, quase's. E cada tombo me quebrou de forma diferente. Alguns mais que outros. [...]

a pulsar

a pulsar

... mãos a percorrer o corpo frio, vazio, incerto de ser, de estar, de se permitir sob o controle da mente, confusa, perdida, ambiciosa, orgulhosa ambos completamente nus de suas certezas, razões, intenções, verdades no chão, a procura da coragem de ser o que por dentro clamava por liberdade tentava silenciar os pensamentos mais sombrios, [...]

acabou?

acabou?

“Como será que sabemos que acabou?” questiono me enquanto preparo o café quase seis da manhã de mais uma madrugada que não dormi. E mesmo agora, tão cedo, as preocupações paralisam a minha capacidade de relaxar e descansar.  A necessidade de encontrar soluções - uma única saída sequer, impedem-me de seguir adiante; de virar ainda [...]

Chuveiro

Chuveiro

Entro no banheiro de roupão. Ligo o chuveiro e sento-me no vaso por alguns minutos. Busco a coragem dentro do meu corpo para encarar a versão descoberta das farsas. Procuro por forças para me deixar render. Tenho de obrigar os meus pensamentos e sentimentos a se despir. O banheiro todo já enevoado.Tomo um fôlego e [...]

de repente 15

de repente 15

A inquietação, às urgências. A sensação de rebeldia. Atitudes e decisões sem a menor noção de responsabilidade. A vontade absurda de fazer imbecilidades, de subir pelas paredes todas. Crateras, digo, espinhas dolorosas aleatórias que nunca tive nascendo na minha pele (graças a Deus, que pelo menos são nas costas). Meu Deus, eu-estou-adolescendo, aborrecendo, enlouquecendo… A [...]

compreender

compreender

... quando nos entendemos bem, não precisamos que o mundo entenda.Trecho do filme - Dear Zindagi Existe um dia marcado no calendário da vida, que divide o antes e o depois da forma como olhamos, compreendemos e recebemos o mundo em nosso coração. Um dia, que você percebe que tudo (ou uma parte) do que [...]

CAVANDO ME – II

CAVANDO ME – II

“O que é morrer?” eu questionava em outra madrugada de muitas em que perdi o sono e todo o resto. Perdi as contas de quantas noites vaguei por aí, sem sair da cama com todas as duvidas e cobranças que me perseguiam. Às vezes, parecia que eu estava correndo uma maratona que nunca chegava ao [...]

O peso da verdade

O peso da verdade

Amei muito e fui amado mais ainda com verdade, pois há de ter muito amor para aguentar os tapas pesados no meio da cara que a verdade vem da. Algumas verdades são isso: tapas pesados que doem, mas faz acordar. Acordar para realidade. Acordar para a vida. Acordar para olhar as pessoas como elas realmente [...]

quarto trancado

quarto trancado

Ninguém nem faz ideia do estrago, a porta do quarto trancada é só a pontinha do iceberg. Viver com sintomas (às vezes leves, outras vezes não tão leves) de depressão em casa com a família, nem sempre torna o processo tão suportável. O isolamento inevitável, machuca quem menos esperamos, quem menos queremos machucar. Quem sofre [...]