alguém

alguém

Alguém que seja o meu sossego, equilíbrio e minha paz; mas que me arrebate, emocione, excite em todas as formas possíveis de amar. Alguém que possa encontrar o conforto e familiaridade para contar todas as verdades; que ame minha doçura e saiba lidar com minha monstruosidade. Alguém que tenha a paciência de ouvir todas as [...]

quando …

quando …

quando o amor não basta quando o afeto falha quando a generosidade titubeia quando a capacidade de perdoar não existe quando a tolerância é invisível quando a conquista é insustentável quando a esperança se desvanece quando o chão te falta quando o céu está sempre escuro quando a coragem retrocede quando o caminhar vacila quando [...]

como Alice

como Alice

Como Alice, acordei e era só um jardim e um livro velho caído do colo. Vencida dentro da minha própria complexidade. Com todas os cortes abertos a sangrar. Um tipo de remorso, com doses intensas de abstinência de um antigo prazer. Tantas vezes, em que somos apenas submissos aos nossos desejos. Enganados pela fome da [...]

Escadas

Escadas

Não era como eu contava, que havia caído do décimo nono andar. Que um dia estive lá em cima e de repente, estava caindo, caindo, caindo. Um tombo grande, bem feio, que estraçalhou-me inteira. Na verdade, foi uma coleção de quedas, despedidas, quase's. E cada tombo me quebrou de forma diferente. Alguns mais que outros. [...]

sobre um fim

sobre um fim

— Era para termos insistido um pouco mais. - disse ele, despedindo-se pela terceira vez depois de encontrá-la por acaso naquele café. Ela não era qualquer lembrança, qualquer saudade, qualquer remorso. Ela era mais em tudo o que ele sentia. E sempre fora assim, desde à primeira vez que ele a havia encontrado entre os [...]

Como lidar?

Como lidar?

A verdade esplanada mesmo, é que nós não sabemos lidar. E temos um medo de cão de assumir que não sabemos lidar. Por vezes, ou somos o oito ou o oitenta; escolhemos o silêncio ou as palavras que só são pronunciadas aos berros; a porta fechada ao som de trovão ou a fuga pelas ruas [...]

O abraço

O abraço

Foi a forma como me abraçou naquela noite... Sabemos quando as coisas mudam. Quando o olhar do outro em cima de nós rasga as vestes, lacera a pele e invade algum lugar a dentro. Quando a forma como o outro diz o que precisa dizer ecoa com muitos versos nas entre-linhas e às vezes muito [...]