31° Dia – entre eles

31° Dia – entre eles

Clarice está em silêncio. Fernando, está indiferente. Virginia, está a beira do abismo. Pedro, continua inalcançável. Todos caídos no chão do meu quarto, desdenhando do meu silêncio barulhento que nada diz, nada representa, nada alcança. Os versos não são o que precisam ser. As sentenças são se complementam. As folhas rasgadas não podem me fazer [...]

te vejo

te vejo

Te vejo e já não me afeta. Te ouço e já não me afeta. Sinto o teu perfume e já não me afeta. Te leio e já não me afeta. Te lembro e já não me afeta. Te sinto (vez ou outra), mas já não me afeta. Te quero bem, e é exatamente por isso [...]

#66

foi numa tarde sem sol sem chuvasem pressasem nuvem e a tão estimada e grandiosa metrópole de São Paulosequer se parecia com ela mesma. ela também não parecia ser elaa olhar por aquele quadrado de janela antigano quarto que também parecia relíquia para um começo de vida que sequer fazia sentido. e mais uma vezpela [...]

eu me perdi

eu me perdi

Tenho pensado muito neles, aqueles autores que foram e continuam sendo atemporais, que escreveram coisas que ainda fazem sentido, que são capazes de explicar outras coisas que eles sequer viram, conheceram. Tenho pensado sobre essa vontade de escrever coisas que sejam como tais. Talvez eu nunca tenha me dado conta do quão ambiciosa e pretenciosa [...]

#65

juntei os meus pedaços reuniu forças do mais profundo que eu tinha sidonão esqueci nada não deixei de sentir tudoreorganizeime reescrevi te reescrever,foi a única maneira de continuar existindo sem ti.

the appointment

the appointment

. . . é preciso descobrir uma maneira de seguir sem continuar te revisitando na memória, sem continuar te tateando como quem caminha por cômodos escuros e tem medo de tropeçar, tem medo de cair. É preciso encontrar um caminho no meio, um caminho que não me arraste para trás onde você esteve, tão pouco [...]

Antídoto

Antídoto

Ocupei os teus vazios com outros amores só para me sentir viva de novo, mesmo sabendo que a única vida que ardia em mim era a sua vida pulsando na minha. Morria a cada orgasmo que não o teu, que não contigo, só para não me petrificar pelos dias que você já nada mais era [...]

eu ainda te amo

eu ainda te amo

eu tive que me entregarpara saber o que era o amor foi nas vezes em que estivemos um no outro que eu soubeque a minha vida estava fadada a existir para amar a sua na incoerência de quem não podíamos ser que eu entendi que viveria uma vida sendo tudo o que eu não era para os [...]

#49

acinzentadolargofrioo nosso quarto vazio! era meuera nossoera nósnada mais há! o relógio no criado mudo não paroua sua vida seguiue a minha vida continuou......parada no minuto que você partiu.e então o vazio! senti raivasenti saudadesenti medosenti doragora, pouco eu sou! volta e meiade ti lembronão entendomas deixo como esta.se você quisesse ficar, ficava!e eu... ah, [...]

Escritor

Escritor

Como é que você faz quando está aí, sozinho, na sua cadeira, na frente do seu computador a digitar as coisas que me “incomodam” tanto?No que você pensa? O que você sente? Em quem você vibra?  Mulher, sedenta, que sou de ti! Desejo as tuas mãos tocando o meu corpo a cada palavra que te [...]