acabou?

acabou?

“Como será que sabemos que acabou?” questiono me enquanto preparo o café quase seis da manhã de mais uma madrugada que não dormi. E mesmo agora, tão cedo, as preocupações paralisam a minha capacidade de relaxar e descansar.  A necessidade de encontrar soluções - uma única saída sequer, impedem-me de seguir adiante; de virar ainda [...]

orbitando

orbitando

Eu cansei! Eu cansei de orbitar o meu caos, a minha dor, as minhas mazelas. Ninguém merece viver na tristeza tanto tempo. Ninguém merece viver na prisão do próprio sofrimento. Eu cansei de repetir as mesmas palavras todos os dias. Eu cansei de chorar as mesmas lágrimas todas as noites. Eu não posso mais fazer [...]

questionamentos

questionamentos

Quando nada mais é, o que eu sou? Quando tudo finda-se, o que sobra ? Quando nada mais sinto, em quem me torno? Quando tudo dói, como resisto? Quando nada acontece, como supero? Quando as saudades apertam-me, como escapo entre os dedos? Quando o amor não basta, como respiro? Quando tudo são questionamentos, onde encontro-me? [...]

destruição

destruição

há coisas que destroem. há momentos que destroem. há dias inteiros que destroem. há decisões que destroem. há faltas que destroem. há pessoas que destroem (principalmente as que amamos mais). não dá para saber exatamente como vai acontecer, o porquê, com quem. mas acontece e na maior parte das vezes nos pega desprevenido; de calça [...]

[sobre]viver

[sobre]viver

Tenho medo dos dias que me esperam. Sinto (com doses excedentes dos anos que já se passaram) como a primeira vez que estava na rua com a minha bicicleta sem rodinhas com o meu pai dizendo que era fácil, facinho, facinho pedalar sem as rodinhas. Sei que com as melhores das intenções o meu pai [...]

dor mar versos

dor mar versos

Quando a escuridão me invade e o pesar me atormenta, eu navego o mar revolto do que não permitir-me viver. A maré raivosa da soma de todos os instantes que não deixei-me desfrutar. Encontro em cada gota destas águas agitadas as palavras que não falei, as lágrimas que não chorei, os suspiros que não gritei. [...]

silêncio

silêncio

Segunda-feira, já beira às 05h00 da manhã e eu me revirando na cama. O sol, eu sei, logo vai levantar a vida toda lá fora e eu torço com todo o coração, que ele me levante também. Sinto falta do som das batidas do meu coração. Sinto falta da falta de ar nos pulmões quando [...]

sem farsa

sem farsa

Não posso mais manter a minha farsa. Não posso mais esconder o sangue das feridas que transcende a minha pele e mancham as minhas roupas. Não posso mais sufocar o mal cheiro das emoções apodrecidas dentro de mim. Não posso evitar contar da minha tristeza descrita minuciosamente pelo meu olhar perdido e desencontrado. Não dá [...]