reescrevo-te

reescrevo-te

Na grande vontadeDe localizar o lugarMeu!Poeta é Vegetal!Quem escreve Poesia!?Um ser vivo que cresce lentamenteEm busca daquele Astro ali!Poeta cresce lenta e buscaO calor solar!Busca além de si!!!Sabe!Tal qual o Van Gogh e o Girassol?Sabe a tal Arte em Prol!?Lembra Poeta!C'escreve!Você é um poético farol!!!Você é um poético rouxinol!!!Um Estético Atol!Consegue Poeta?Sente aquele materno lençol?É [...]

reescrevo-me

reescrevo-me

por mais que os dias não sejamfáceis e tudo pareça fenecer,ela teima com a vida, faz da palavraguarida, para os dias reescrever. palavras que aquecem, acolheme acendem a fé quando preciso.que provocam lágrimas, sériasreflexões e arrancam sorrisos. ela é do Rio, da areia,da praia e do mar.refúgios onde recarregaas forças, revigora os sentidose os chama [...]

#31

#31

eu tento juntar os cacos eles me ferem eu tento esconder as feridas o sangue mancha as minhas vestes eu tento silenciar o meu grito e ele derrama através dos meus olhos

#30

#30

procuro o teu aroma nos cheiros salivo o teu gosto nos sabores  ambiciono o calor do teu peito, no gélido travesseiro. amo-te, ainda que tudo  já não te percebo como antes careço-te, porque tudo ainda és. agarro-me nas certezas de quem somos para não te perder no que ainda não somos.  a tua vida está [...]

#29

#29

a vida sem você dói-me até nos ossos! não ter mais a certeza de que vais chegar é o meu desamparo na vida. (saudade dos teus beijos todos, em todo lugar de mim) as tuas lembranças são a desesperança dos espaços tornarem a ser preenchidos. (saudade do eco das tuas risadas dentro deste quarto) humilhas-me [...]