o meu chão

o meu chão

eu fiz de ti um lugar seguro para caminhar. um tipo de chão, de firmamento, de abrigo. eu, justamente eu, que tanto assegurei independência, solitude, liberdade, tornei-te minha fonte de força, segurança, guarida. tem gente que chega e modifica os critérios, sem querer. tem gente que reorganiza as prioridades, sem perceber. tem gente que se [...]

a tua sombra

a tua sombra

... você, que partiu mas deixou-se nos movimentos distraídos, nas manias, nos prazeres descobertos a pouco, no deixar a porta do quarto entreaberta ("é questão de segurança", me convencias), no deleite de comer comida japonesa e ainda não saber segurar os palitinhos, no deitar no sofá para o jogo de quarta (e que eu continuo [...]

tu, que nunca mais veio

tu, que nunca mais veio

Tu, que visitas-me sem pedir licença alguma. Como chuva de verão, as lembranças de nós me encharcam madrugadas a fio. Basta um descontentamento, um desfavor, um descuido bobo e você chega. Você e tudo que eu senti por você. Por vezes, tu és o mal que alimenta a minha insônia. Outras vezes, tu és o [...]

Como lidar?

Como lidar?

A verdade esplanada mesmo, é que nós não sabemos lidar. E temos um medo de cão de assumir que não sabemos lidar. Por vezes, ou somos o oito ou o oitenta; escolhemos o silêncio ou as palavras que só são pronunciadas aos berros; a porta fechada ao som de trovão ou a fuga pelas ruas [...]