lembro

lembro

lembro, de não conseguir entender o que estava acontecendo. lembro, de não conseguir enxergar os cacos de vidro que furaram os meus pés, que estavam sempre descalços por aí (reclamava a minha mãe). lembro, de não conseguir respirar. lembro, de achar que era só outra tempestade. talvez, um furacão. lembro, de lá no fundo, ter [...]

Fênix

Fênix

A gente precisa estar pronto para perder tudo, e mesmo assim, recomeçar. A gente precisa estar pronto para voltar, e mesmo assim, não desistir de voar. A gente precisa estar pronto para calar, e mesmo assim, não ignorar as nossas duras razões no peito. A gente precisa estar pronto para recuar, e mesmo assim, não [...]

Para os meus leitores – a minha gratidão !

quando eu decidi criar esse espaço no mundo virtual, para guardar os meus textos espalhados por aí, não imaginava a repercussão, tão pouco que eu escreveria ainda mais. de fato, tudo o que eu queria era guardar, parar, silenciar... Retrospectiva 2020 todavia, a palavra, seja ela falada, escrita, cantada, contada... salva, liberta, cura e mais [...]

quantos fins terei de atravessar para silenciar o fim?

quantos fins terei de atravessar para silenciar o fim?

não há palavras. nunca haverá palavras suficientes para explicar as coisas que são indizíveis. coisas que estão embargadas entre o pulmão e a linguá. transpiro um tipo de ressentimento. o meu organismo está completamente intolerante à tudo isso. mesmo que me esforce com todo o meu querer, sou incapaz de evitar o desapontamento de quem [...]

encontrei conforto na dor

encontrei conforto na dor

Passou-se dias e eu não podia mais me evitar. Tão pouco ignorar todas essas lembranças que rementem aos dias em que a vida fez algum tipo de sentido. Não chorei. Não gritei. Não escrevi. Apenas sangrei, de um jeito estranho, novo, silencioso demais. Quando desconfio de tudo. Quando penalizo-me por uma quantidade absurda de erros, [...]

a faltar lágrimas

a faltar lágrimas

Procurei lágrimas por todo canto. Mas não achei as danadas, que pareciam fugir de mim. Eu que precisava chorar, daquele jeito que lava a alma, sabe? Depois de tudo que eu achei possível de ser feito. Depois de não ter esforçado-me para fazer coisas que precisavam tanto serem concluídas. Depois de tentar colar cacos de [...]